Desnotícias:PT admite: Eleições de 2010 e 2014 foram fraudes

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Desnoticias logo.png

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

SÃO CAGADO DO CAMPO, Corruptil

Depois de anos choramingando que "eleição sem Lula é golpe", a cúpula do Foro de São Paulo URSAL PT enfim admitiu que as eleições para presidente de 2010 e 2014 foram golpe, simplesmente por terem colocado Dilma Rousseff no lugar do Lulinha para disputar a presidência (e ganhar inclusive nos dois pleitos).

Cquote1.png Em 2010 fomos golpeados porque só avisaram na hora que reeleição é só uma vez seguida, não como na Venezuela; já em 2014 a Dilma foi a culpada, ela deu um golpe na gente mesmo! Cquote2.png
Gleisi Hoffmann sobre eleição sem Lula é golpe

A explicação de 2014 não convenceu muito os cientistas políticos "ora bolas, a cúpula petista em 2014 e mesmo o Lula tavam com caganeira ou o que que não conseguiram deter a Dilma?", argumentou o doutor pela Universidade Fedemal de Pernambuco Miguel Saitan.

Agora a tendência do PT é tentar, baseado nessas decisões retroativas para desacreditar o TSE que anulou a candidatura do molusco ontem (31/08/2018), subverter toda a história nacional, colocando todas as eleições para presidente de todos os anos anteriores a 1989 como golpe, já que em nenhuma delas Lula participou. E aposteriori considerar as de 1989, 1994 e 1998 como golpes também, já que nessas o petista perdeu feio, o que configura golpe claro. E já há uma decisão de enquadrar quaisquer eleições feitas após a morte de Lula como golpe da dona Morte, essa afiliada do PSDB sacana que não tem a coragem devida de se declarar impedida de mandar alguém pro colo do capeta...



Fontes[editar]