Predefinição:Em destaque

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Sarcófago, a banda que apresentou o black metal ao Brasil e gerou várias polêmicas em torno do satanismo e da maquiagem.

O heavy metal no Brasil foi um movimento de heavy metal que começou lá pelos anos 1980, onde haviam bandas como Sepultura e Sarcófago plagiando fazendo um som parecido com o que bandas como Black Sabbath, Motörhead, Slayer e Judas Priest já faziam. No Brasil varonil, ainda não existia nenhuma banda que produzisse algo tão pesado e revolucionário nesse meio, então todos estavam à mercê de lixos como pagode, samba, sertanejo e a ascensão de um câncer chamado funk carioca. Enquanto que na Noruega havia o crescimento do forró norueguês, com bandas como Burzum, Mayhem, Darkthrone e muitas outras que cultuavam Satã, a cena por aqui ainda estava sendo descoberta por moleques que cabulavam aula para ler aquelas revistas americanas de rock e metal, um estilo que ninguém tinha ouvido falar até então. Aqueles homens de cabelo comprido, ensebado, que vestiam roupas pretas e coladinhas mesmo no calor cearense de 40º C e que balançavam a cabeça ao som de guitarras velozes e furiosas inspiravam a molecada, que começou a assistir MTV todos os dias depois do colégio para ver esses mesmos cabeludos suados tocando guitarra e grunhindo coisas incompreensíveis.

Lógico que a repercussão foi negativa. Imagens associadas ao demônio começaram a circular na mídia, inclusive na Record, o visual pesado e agressivo também era visto por maus olhos e os solos de guitarra eram uma barulheira desgraçada. O filho que ouvia heavy metal era uma vergonha para o pai pagodeiro, que sempre o expulsava do churrasco e olhava torto nas refeições em família.

Leia o artigo completo...
Compartilhe: Compartilhe via Facebook Compartilhe via Twitter Share on Google+